20161018

Começa a 10ª Feteps, com soluções tecnológicas de alunos de Etecs e Fatecs

Nos dias 19, 20 e 21 de outubro, alunos das Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais vão apresentar trabalhos desenvolvidos a partir de conhecimentos recebidos em sala de aula na 10ª Feira Tecnológica do Centro Paula Souza, a Feteps. A mostra, que acontece anualmente, terá 210 projetos e aplicativos criados para atender necessidades de pessoas com deficiência e idosos e equacionar problemas ambientais, entre outras soluções criativas para questões do dia a dia.

A 10ª Feteps recebeu a inscrição de 1.047 projetos. Cerca de 150 professores selecionaram os 156 trabalhos de Etecs e 39 de Fatecs que serão expostos nos três dias do evento. Haverá ainda mostra de projetos de instituições de ensino do Amazonas, Chile, Colômbia, México e Peru, além de ações sociais.

Novo endereço

Neste ano, a Feteps está montada em um novo local, o Centro de Eventos Pro Magno, na Casa Verde, zona norte da Capital. Para chegar à feira, os visitantes devem ir até a Estação Barra Funda do metrô e pegar uma das vans que fazem transporte gratuito até o local. Instrutores vestidos de camiseta laranja indicam a localização dos veículos, que estão na saída que dá acesso ao Memorial da América Latina. As vans saem a cada 15 minutos.

Confira alguns trabalhos:

Darf – Detector de agentes e reconhecimento facial

Um grupo de estudantes da Etec Zona Leste criou um software que conecta as câmeras de segurança a um sistema de reconhecimento facial. O intuito é aprimorar os serviços de vigilância com a busca em um banco de dados fotográfico que vai armazenar e comparar os rostos.

Prótese de perna antropomórfica microcontrolada

Um dos professores da Fatec Mogi Mirim desenvolve esse projeto há mais de 8 anos. Trata-se de uma prótese de joelho com articulação hidráulica e módulos que permitem a adaptação ao nível de amputação de cada indivíduo. O diferencial é o controle por computador da força e do movimento necessários para que o toque no chão reproduza da forma mais fiel possível o de uma perna humana. Essa tecnologia é importada e custa, no mínimo, R$ 100 mil. A proposta da Fatec reduziria esse custo a R$ 2 mil.

Projeção holográfica de um DNA

Os alunos da Etec São Mateus desenvolveram um software de computador que demonstra as estruturas de um DNA de plantas. A partir da criação dessa figura com base em conhecimentos adquiridos nas aulas de laboratório de biologia, os estudantes conseguiram projetar o DNA em 3D, com a ajuda de um slide show e de uma pirâmide.

Robotização para portadores de deficiência visual

Acionado por um aplicativo para smartphone, o robô funciona como um guia que auxilia a locomoção de deficientes visuais nas estações do metrô da cidade de São Paulo. O objetivo é que o usuário seja conduzido de maneira segura da entrada da estação até o desembarque sem necessidade da ajuda de terceiros. Os desenvolvedores são estudantes da Fatec Itaquera.

Laje treliçada com adição de garrafa Pet

O projeto propõe a fabricação de lajes nervuradas com o emprego de garrafas PET para diminuir o impacto do descarte desse material no meio ambiente e reduzir os custos da construção civil. Testes laboratoriais apontaram a viabilidade do estudo. Projeto da Etec Itaquera II, na Capital.

SERVIÇO:

10ª Feira Tecnológica do Centro Paula Souza (Feteps)
Onde: Centro de Eventos Pro Magno – Rua Samaritá, 230, Casa Verde (A cada 15 minutos vans saem da Estação Barra Funda do Metrô. Instrutores vestidos de camiseta laranja indicam a localização dos veículos, que estão na saída que dá acesso ao Memorial da América Latina)
Quando: 19, 20 e 21 de outubro
Horário: Quarta e quinta-feira (dias 19 e 20) das 10 às 21 horas e sexta (21) das 10 às 13 horas

Entrada gratuita