O Vice-governador, Marcio França, E A Diretora-superintendente, Laura Laganá, Conhecem O Projeto Técnicas E Dispositivos Para Um Banho Inteligente.

Foto: Gastão Guedes

Feira tecnológica apresenta soluções para economizar e reaproveitar água

Os estudantes de Escolas Técnicas (Etecs) e Faculdades de Tecnologia (Fatecs) estaduais vão apresentar durante a 9ª Feira Tecnológica do Centro Paula Souza, a Feteps, mais de dez alternativas para economizar e reaproveitar água. As soluções vão desde a redução do consumo no banheiro de casa até um sistema para o controle de recursos hídricos em pequenas e médias empresas, passando pela irrigação automática de uma plantação. De 21 a 23 de outubro, no Expo Barra Funda, na Capital, a feira mostra que cascas de ovos podem ser utilizadas no pré-tratamento da água e que o bagaço da cana-de-açúcar funciona como uma esponja que retém água quando usada no cultivo de mudas.

A abertura oficial da feira, nesta quarta, contou com a presença do vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, Márcio França. “Quero parabenizar os educadores que se dedicam a ensinar os alunos a trazerem soluções inovadoras”, disse. “A feira consolida nossa posição de destaque entre as mostras de todo Brasil”, afirmou a diretora-superintendente do Centro Paula Souza, Laura Laganá.

Aluno do curso técnico em Agronegócio, Matheus Fornel Miranda, de 17 anos, testou o bagaço da cana-de-açúcar com os pais, agricultores assentados em Teodoro Sampaio. “Com 3% de bagaço na plantação de mudas, é possível reduzir o número de irrigações de quatro vezes ao dia para apenas uma”, diz.

Como o cômodo da casa que mais consome água é o banheiro, os estudantes de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Fatec Itapetininga, criaram um sistema que limita o tempo de banho e ainda reaproveita a água para a descarga. “Simulamos a implantação do projeto em uma família de quatro pessoas. A economia em um mês chegou a 60%”, conta o aluno Ari Teixeira Almeida Neto, de 21 anos.

A Feteps apresenta mais de 200 projetos criados por estudantes de Etecs, Fatecs e instituições de ensino de outros Estados e países. A edição deste ano recebeu mais de mil inscrições. Conheça algumas pesquisas cujo foco é o uso sustentável dos recursos hídricos.

Controle informatizado para a irrigação de plantação – Etec de Araçatuba
O sistema criado pelos alunos do curso técnico de Informática integrado ao Ensino Médio contém sensores que, ao identificar que a terra está seca, se comunica com microcontroladores que acionam a irrigação da plantação automaticamente. Realizado com o cultivo de hortaliças, o projeto demonstrou uma economia de 40% de água.

Ecoo-Jahu – Ecobatímetro de baixo custo – Fatec Jahu
Os estudantes construíram um pequeno catamarã de tubos de PVC, microcontrolador e sensores, movido por controle remoto, para aferir o volume de água e o assoreamento das represas e reservatórios. O equipamento possui GPS e funciona numa velocidade de até 100 Km/h. Os dados são salvos em um cartão e podem ser visualizados no computador.

Filtro reciclável com carvão ativado de coco – Etec Profª Carmelina Barbosae, em Dracena
Os estudantes utilizaram carvão ativado de coco – produzido por meio da carbonização da fibra de coco e da adição de reagentes químicos – na construção de um filtro que limpa a água que seria descartada após o uso de tanques e máquinas de lavar. Fabricado com um galão de água mineral, manta acrílica e areia, o filtro de baixo custo permite reutilizar a água para fins domésticos, inclusive numa nova lavagem de roupa.

Hidroponia usando água residual do destilador – Etec Dr. Adail Nunes da Silva, em Taquaritinga
Ao invés de ser descartada, a água utilizada para resfriar o destilador do laboratório da escola foi reaproveitada pelos alunos do curso de Agroindústria para produzir hortaliças hidropônicas – cultivadas em meio aquoso. A ideia do grupo é mostrar opções de reúso de agua.

Hidroretentor – base subproduto de cana-de-açúcar – Etec Profª Nair Luccas Ribeiro, em Teodoro Sampaio
Os alunos de Agronegócio encontraram no bagacilho da cana-de-açúcar – espécie de pó – uma solução para economizar água na irrigação de mudas de hortaliças. Misturado ao substrato, esse pó funciona como uma espécie de esponja que retém a água. Assim, as mudas podem ser regadas apenas uma vez ao dia em vez de quatro.

Pré-tratamento de água com pó da casca de ovos – Etec Cel. Raphael Brandão, em Barretos
As cascas de ovos trituradas foram utilizadas pelos estudantes de Química para fazer a sujeira presente na água se aglutinar em flocos e decantar. Essa alternativa desenvolvida para a primeira etapa de purificação gera ainda um subproduto que pode ser usado por agricultores para fertilizar o solo.

Reaproveitamento da água da máquina de lavar – Etec de Araçatuba
Um filtro de espuma e carvão ativado foi utilizado pelos alunos do Ensino Médio e do curso técnico de Química para reaproveitar a água da máquina de lavar. O sistema, que pode ser utilizado em residências, custa aproximadamente R$ 100. A água de reúso pode ser aproveitada para limpeza da casa em geral.

Sistema de tratamento de água cinza de baixo custo – Etec José Martimiano da Silva, em Ribeirão Preto
Os alunos desenvolveram um sistema de tratamento e reaproveitamento da água utilizada pelo lavatório de banheiros residenciais. Após passar por pastilha de cloro, carvão ativado e tela, a água é bombeada para a caixa acoplada ao sanitário. O objetivo dos alunos é que a ideia seja utilizada em casa como forma de economizar água. O custo estimado é de R$ 150.

Sistema inteligente de reutilização de água – Fatec Prof. Antonio Belizandro Barbosa Rezende, em Itapetininga
O projeto dos estudantes de Análise e Desenvolvimento de Sistemas limita o tempo de uso do chuveiro e reutiliza a água do banho na descarga de vasos sanitários.  Após passar por um ralo, a água é armazenada em um reservatório subterrâneo. Conforme a necessidade de abastecimento da caixa de descarga, a bomba é acionada por um sistema autossuficiente. A simulação realizada com uma família de quatro pessoas comprovou uma economia de 60% de agua.

Sustentabilidade hídrica empresarial – Etec Pedro Ferreira Alves, em Mogi Mirim
Para auxiliar pequenas e médias empresas a controlar o uso da água, estudantes do curso técnico de Informática desenvolveram um software que monitora o nível das caixas d’água, reservatórios e poços por meio de sensores magnéticos. O sistema é capaz de acionar as bombas automaticamente, conforme a necessidade, e emitir relatórios.

Técnicas e dispositivos para um banho inteligente – Fatec Osasco
Uma união de quatro mecanismos permite reduzir o gasto energético e o consumo de água na hora de tomar banho. Entre eles, um equipamento que utiliza o calor da água despejada no ralo para ajudar a aquecer a água que ainda sairá pelo chuveiro e um sensor capaz de indicar se o usuário está de fato tomando banho ou se está “cantando no chuveiro”.

Feteps 2015